Quando procurar um reumatologista?

Saiba quando você deve procurar um reumatologista caso suspeite ou tenha algum sintoma de uma doença reumatológica.
Quando procurar um reumatologista

Antes de tudo, vamos entender o que faz esse profissional: o reumatologista é um médico que cuida principalmente de doenças que possam afetar o sistema locomotor do paciente ou dos problemas inflamatórios das articulações e tecidos que as cercam (os ossos, os tendões, os músculos e os ligamentos).

Logo, o paciente que apresenta sintomas de algum tipo de doença reumática deve procurar um reumatologista mesmo que ainda esteja em estágios iniciais, pois dessa forma é possível evitar o avanço e melhorar a sua qualidade de vida.


Quais são as principais doenças tratadas pelo médico reumatologista?

As doenças reumáticas geralmente se caracterizam por inflamações ou desgaste das estruturas locomotoras do corpo, gerando grande desconforto ou até impedindo o movimento dos pacientes.

Provavelmente você já deve ter ouvido a palavra reumatismo diversas vezes, não é mesmo? O reumatismo é um termo usado para nomear um grupo com mais de 150 doenças reumáticas. Veja alguns exemplos e os seus sintomas:

Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma inflamação que pode afetar diversas articulações. Ela tem sua causa desconhecida e normalmente afeta o dobro de mulheres do que homens, iniciando na fase dos 30 aos 40 anos, e tende a aumentar a incidência com o aumento da idade. 

Sintomas

Os sintomas mais recorrentes da artrite reumatoide são: dor, inchaço, calor e/ou vermelhidão nas articulações, além de rigidez nas juntas devido às inflamações.


Osteoporose

Essa é a mais conhecida entre as doenças reumáticas e ocorre geralmente em pessoas com mais idade, sendo mais comum após a menopausa e em pacientes acima dos 70 anos.

Sintomas

A osteoporose não apresenta sintomas muito visíveis. Ela enfraquece os ossos do corpo, facilitando a ocorrência de fraturas com os mínimos movimentos ou traumas de baixo impacto, além de dores nas costas e diminuição de altura.

Fatores de risco

Além da idade, alguns fatores de risco para osteoporose são: tabagismo, alcoolismo, desnutrição, problema renal, hepático, endócrino, hematológico ou pessoas que utilizam medicamentos como corticoides.


Gota

É um processo inflamatório das articulações e ocorre quando o nível de ácido úrico no sangue está elevado. A gota é mais vista em homens adultos com mais de 40 anos que apresentam sobrepeso ou obesos, hábitos sedentários e que consomem bebidas alcoólicas com frequência.

Sintomas

Os principais sintomas são dores e inchaços nas articulações principalmente dos dedos dos pés, tornozelos e joelhos e, podendo também causar protuberâncias nas superficies articulares, principalmente dos dedos e cotovelos, pelo acúmulo de ácido úrico embaixo da pele, conhecidos como “tofos”.


Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES)

É uma doença inflamatória crônica de origem autoimune. Os sintomas dessa doença podem aparecer de uma vez, ou de maneira lenta e progressiva.

Sinais e sintomas

O LES pode se apresentar como cutâneo e causar manchas na pele, principalmente nas partes que ficam expostas ao sol; ou sistêmico, acometendo articulações e também outros órgãos e tecidos dos pacientes. Alguns sintomas incluem: febre, emagrecimento, fraqueza, queda de cabelo, desânimo, dor nas juntas e inchaços.


Polimialgia reumática (PMR)

A polimialgia reumática tem como característica principal a rigidez da regiao do pescoço, ombros e quadris. Essa rigidez gera grande dor no paciente, muitas vezes tornando-o incapaz de realizar movimentos, principalmente pela manhã. Normalmente a PMR se manifesta em pacientes com mais de 50 anos e é mais presente entre as mulheres.

Sintomas

Além dos sintomas mais comuns, os pacientes que tem PMR podem apresentar perda de peso, depressão, fadiga e febre.


Vasculite

A vasculite se caracteriza pela inflamação dos vasos sanguíneos, o que pode causar um estreitamento do vaso sanguíneo e consequente interrupção do fluxo de sangue para o órgão acometido. A vasculite pode ocorrer em qualquer órgão do corpo e pode causar a formação de aneurismas e hemorragias. Existem vários tipos de vasculites.

Sintomas

Entre os sintomas da vasculite estão: febre e cansaço, além dos sintomas específicos dos órgãos acometidos por essa doença, como formação de nódulos na pele, hipertensão e problemas renais e pulmonares.

É necessário um acompanhamento regular com um reumatologista para controle da vasculite, pois sem a prevenção e o tratamento adequado, a vasculite pode ser muito perigosa.


Osteoartrite

A osteoartrite é caracterizada pela degeneração da cartilagem articular e pode também alterar os ossos. Nas mulheres essa doença se manifesta normalmente nas mãos e joelhos, já nos homens ela ocorre com mais frequência no quadril.

A osteoartrite pode ter relação com o desgaste natural do corpo, sendo mais comum em pacientes acima dos 60 anos, podendo ocorrer também antes dos 40 anos.


Por que consultar um reumatologista nesses casos é tão importante?

A prevenção é a maior arma contra as doenças reumáticas, logo, manter consultas regulares com um reumatologista é de grande importância para preservar a saúde e o bem estar. Principalmente para pacientes mais idosos, pois elas tendem a piorar cada vez mais com o avanço da idade.

Se essas doenças forem diagnosticadas ainda no início, os tratamentos iniciais e mudanças de hábitos podem garantir uma melhor qualidade de vida aos pacientes, evitando o agravamento das doenças reumáticas e o sofrimento que elas podem causar.

Fica então nítida a necessidade e importância de consultar um médico reumatologista. Se você preza pela sua saúde e bem estar, consulte um médico.

Dra. Juliana Valim
Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e residência em Clínica Médica na mesma instituição (2008-2009).Residência em Reumatologia pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. (2011-2012) Título de Especialista em Reumatologia pela Sociedade Brasileira de Reumatologia.Foi médica assistente da Reumatologia na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo por 6 anos (2013-2019) orientando médicos residentes e especializados em reumatologia.Membro da Sociedade Brasileira de Reumatologia e atualmente integrante também da Comissão Cientifica de Vasculites (2018-2020).